Quer uma dica para terminar a tese? Comece logo a escrever.

Saio das profundezas da metade do terceiro ano do doutorado para tirar poeira deste bloguinho e deixar um recado para futuros acadêmicos e estudantes:

Escrevam.

Seja o seu TCC, um artigo, a dissertação ou a tese, não demorem a começar a escrever.

Tenho vivenciado a escrita da tese como um processo que deveria ter começado há mais tempo, se eu tivesse me permitido escrever ao invés de pensar que deveria ler mais.

Já conversei com vários colegas e até falei sobre isso no grupo de pesquisa Tramas Narrativas, do qual participo no PPGCOM/UFMG: nunca imaginei que o processo de escrita da tese fosse se tornar tão difícil e doloroso.

Refletindo sobre os motivos que me levaram a sofrer tanto com a escrita, cheguei a algumas conclusões:

Por querer ler tudo antes de sentar para escrever, acabei me perdendo em mil textos e referências que, hoje, no processo da escrita, pouco me ajudam com as questões mais urgentes que meu objeto dá a ver. Reconheço que isso faz parte do processo, que é também parte do meu percurso metodológico de pesquisa, mas acho que eu não deveria ter encarado a escrita como uma etapa posterior mas, sim, simultânea.

Penso que eu seu tivesse começado a escrever antes, poderia ter corrigido a rota a tempo, para avançar no texto ao mesmo tempo em que avançava nas leituras.

Falando em tempo, ainda temos tempo, hehe. Não estou atrasada com a qualificação, nem nada, só queria estar mais adiantada… rs. E esse sentimento que me toma hoje não ocorreu por falta de aviso ou de orientação, foi por teimosia mesmo. Por isso, quis deixar esse breve conselho aqui: escrevam. Não tenham medo de abrir o arquivo do capítulo 1 e começar a jogar lá as questões que estão formuladas na sua cabeça, mesmo que em rascunhos sintéticos. Porque é na escrita que a pesquisa se concretiza, é no texto que ela toma os contornos do que precisamos entregar para nos doutorar.

Uma curiosidade: ao mesmo tempo em que acho que deveria ter começado a escrever antes, ouvi de vários colegas e professores que já terminaram seus doutoramentos que a maior parte da escrita se deu em rompantes de urgência, por poucas semanas ou meses, diante do aperto do prazo final ou motivados por outras questões (que vão de gravidez a aprovação em concursos).

Tirei 10 minutos de intervalo do meu método Pomodoro (vou voltar para falar sobre isso em breve!) para deixar esse recado e sugerir a leitura de mais dois textos sobre o tema da escrita da tese, ambos do blog da Karina Kuschnir:

Prometo não demorar a voltar para contar mais da pesquisa, das mudanças de eixo da tese, das leituras e dessa experiência agridoce que é fazer doutorado! ❤

Anúncios

Um comentário em “Quer uma dica para terminar a tese? Comece logo a escrever.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s